CIDADE IV – NEW ORLEANS 

Desde adolescente ouço e gosto muito de blues e jazz e a história destes ritmos musicais norte americanos, se confundem com a de New Orleans, então, realizei um grande sonho meu ao conhecer esta cidade.

New Orleans é uma cidade do estado da Louisiana que é cortada pelo rio Mississipi, que é outro emblema fortíssimo na história americana. De clima quente e úmido, com ruas movimentadas de pessoas que falam alto e de turistas do mundo todo. Uma coisa que percebemos nos quatro dias que ficamos em NOLA – como é chamada a cidade carinhosamente pelos nativos – é que não encontramos nenhum brasileiro. Aliás, eu nunca conheci ninguém no Brasil que tenha vindo para cá. Creio que Nola não é muito conhecida pelos turistas brasileiros.

Casamento de um militar e seus convidados, passando na Royal Street.

Aqui também encontramos um ônibus turístico, daqueles de dois andares com e teto aberto. Compramos os ingressos e fomos conhecer a cidade, foi legal, mas um pouco prejudicado pela chuva, que foi embora da mesmo forma que veio, bem rápido.

Estávamos acostumados com a limpeza e a organização da Flórida, já que passamos um mês lá, e estranhamos um pouco a cidade, com suas ruas sujas e esburacadas. O trânsito um tanto quanto tumultuado e a impressão que tivemos é que a cidade toda estava em festa. Jazz e blues sendo cantado em várias esquinas por artistas de rua. Pedintes, desabrigados, embriagados, estrangeiros e nativos, todos envolvidos numa grande multidão.

Duas ruas em especial devem ser destacadas, a Bourbom Street – que fica no French Quarter – e a Frenchmen Street, são nelas que a multidão descrita dá suas pernadas entre bares e cabarés de portas abertas e música à pico.

BOURBOM STREET

Ficamos em um hotel muito bem localizado na Royal Street, dentro do French Quarter – Quarteirão Francês -, que foi reservado pelo no nosso amigo da Royal Premier, Douglas Ribeiro. Essa rua é paralela a Bourbom Street, que é lotada de turistas a noite toda, que vão em busca de jazz, blues, bebida e diversão. E realmente a quantidade de bares com música ao vivo é muito grande e a variedade de ritmos também.

Na primeira noite ficamos em um bar onde estava tocando uma banda muito boa e lá ficamos até tarde. Nessa parte da rua a prefeitura está fazendo obras de revitalização e a palavra que se encaixa melhor para descrever esse trecho e “uma zona!”.

Na terceira noite descobrimos quase que por engano que a rua continua mais umas quatro quadras para frente e nesse pedaço não está acontecendo obras. Nessa parte sim pudemos sentir toda energia da Bourbom Street. Muita gente nas ruas, artistas fazendo show, apresentações, tocando e cantando. Inúmeros idiomas diferentes, gente bonita, gente estranha, todos os gostos e gêneros.

Você não precisa pagar nada para ouvir os artistas que estão tocando nos bares, basta entrar. Nem mesmo pedir uma bebida. Fizemos um tour geral nessa rua. Entrávamos, pedíamos uma bebida, ouvíamos umas cinco canções e partimos para outro bar. Fomos em todos os bares que nos chamaram a atenção e bebemos de tudo! Até mesmo Jim Bean eu encontrei aqui – na verdade aqui é comum encontra-la, no Brasil que é difícil encontrar.

FRECHMEN STREET

Esta rua é parecida com a Bourbom Street, mas o público que a frequenta é um pouco mais velho, a bagunça é um pouco menos que naquela. Fora isso, são muito parecidas. Usamos a mesma técnica da vez que fomos na Bourbom St, bebelância errante, assim ouvimos várias bandas e cantores diferentes, além de podermos andar por toda rua e entrar em quase todos os bares.

ANTIQUARIUS

New Orleans é uma cidade antiga, com muita história em sua bagagem. Isso resultou em inúmeros e impressionantes antiquários pela cidade. As peças que estão a venda lá, são dignas de estarem nos melhores museus do mundo. Infelizmente são bem caras, mas vale o preço. Recomendamos uma visita aos antiquários, vale a pena.

MUSEU NACIONAL DA SEGUNDA GUERRA MUNDIAL

Em New Orleans se encontra o Museu Nacional da Segunda Guerra Mundial, compreendido por complexo de vários prédios com filmes 4D, peças de artilharia, armas, uniformes, souvenires e vários outros itens originais de várias partes do mundo referentes a segunda guerra mundial e sobre a participação dosEstados Unidos na WWII, que não foi voluntária. Os EUA se viram obrigados a entrar neste conflito bélico global depois que o Japão atacou as bases militares de Pearl Harbor.

Nós temos muito interesse em assuntos militares, em história de guerra e não poderíamos perder a oportunidade de conhecer o lugar e mais um pouco da história.  Uma das principais atrações é o filme 4D “Além dos Limites” apresentado pelo ator Tom Hanks. Na saída, claro, uma loja comercializa souvenirs – camisetas, bonés, chaveiros, canecas e outros.

Impressionam os aviões de combate pendurados no teto do grande átrio do Louisiana Memorial Pavilion. No chão, tanques e outros veículo militares, além de um canhão alemão. Dá pra subir até o terceiro andar onde há um deck de observação para visualização mais detalhada das aeronaves suspensas.

Em todos os salões, há veteranos que organizam as visitações, as atrações, dão informações e claro, adoram contar suas histórias para quem tem interesse. Eles fazem este trabalho voluntáriamente. 

Temos o hábito de pesquisar sobre as cidades que estamos ou que vamos. E assim também fizemos aqui nesta maravilhosa e tumultuada cidade.

 Então, depois de devidamente explorada a cidade de New Orleans, na Luisiana, partimos para nosso próximo stop, que será em Houston – Texas.

Não apenas pelo desejo antigo, mas principalmente pelo que encontramos na cidade, New Orleans será um dos locais que irei guardar na memória e no coração. Essa festa toda que vimos e participamos não daria certo em outro lugar! #eduardo 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s